Rage - Preciso De Um Milagre (LETRA) [SÓ SE VIVE UMA VEZ - ALBUM]




Letra: Preciso de um milagre
Artista: Rage
Composição: Sumaila Afito Saide
Álbum: Só Se Vive Uma Vez
Faixa: 6

I Estrofe
É terrível quando há fome não há mola;
Quando o trabalho não aparece e tu não terminaste a escola;
Quando não há felicidade sem sofrimento;
Quando de repente os teus filhos vêm antes do casamento.

II Estrofe
És tua própria mãe teu próprio pai;
Estais numa selva onde ninguém ampara quem cai;
Sem resposta para cada por quê;
Revoltado com o mundo que te olha, mas não te vê.

III Estrofe
Invejas quem a vida não maltratou;
Que com alegria passa os dias repleto de paz;
E tu comes o pão que o diabo amassou;
Sonhando um dia comer o bolo que Deus faz.

IV Estrofe
A tua visão sofre uma cirurgia;
E vês com mais clareza aquilo que quase não via;
Não há semáforos não há calçada nem passadeira;
És de carne e osso não de ferro e madeira.

Refrão
De uma solução;
De uma saída;
Sem fé no coração;
Esperança perdida;
Preciso de um milagre;
Preciso de um milagre.

V Estrofe
Não há futuro que exista;
Não há dor que resista;
Talvez não haja lutador que não desista;
Ajoelhas em oração a fé é o teu suporte;
Mas Deus da a quem quer e hoje não é o teu dia de sorte.

VI Estrofe
Desgraça alheia não dói;
Sorris por dentro, mas o ódio te destrói;
Tua única certeza é que estais sem poupança;
E sem comida na mesa te alimentas de esperança.

VII Estrofe
O cheiro de mundo começa a incomodar;
De tal maneira que já não consegues suportar;
Arrogância, cinismo, futilidade;
É inevitável perder a santidade.

VIII Estrofe
Amanhece e tens mais uma chance;
Mas não acreditas que esta ao teu alcance;
Acontece que ser honesto te limita;
Como se isso não existe quando o corpo necessita.

Refrão
De uma solução;
De uma saída;
Sem fé no coração;
Esperança perdida;
Preciso de um milagre;
Preciso de um milagre.

IX Estrofe
Tentas manter a porta da razão aberta;
E adormecer o animal que dentro de ti desperta;
Mas é cada vez mais pesada a tua carga;
E quanto tentas sair o cerco se alarga.

X Estrofe
Andas pelas ruas sem destino sem rumo;
Olhas para frente e visualizas nuvens de fumo;
O desespero no peito faz morada;
Próximo estagio e cobrares de quem não te deve nada.

XI Estrofe
Bateu levou, matou morreu;
Não sentes nada porque tudo em tua volta apodreceu;
E nessa hora nada, mas é anti-ético;
Estais num corpo esquelético;
Passas de crente a cético.

XII Estrofe
Finais felizes só em cinema;
Mas uma corda no pescoço não resolve o problema;
Vida de merda ou merda de vida ;
Enquanto a alma não partir ela tem que ser vivida.

Refrão
De uma solução;
De uma saída;
Sem fé no coração;
Esperança perdida;
Preciso de um milagre;
Preciso de um milagre.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

RESPONSABILIDADES

Não respondemos por plágios ou algo do género. É da responsabilidade do artista, enviar-nos conteúdo que não viole os nossos códigos de conduta.

Não reivindicamos quaisquer direitos autorais sobre as musicas postadas em nosso site

Nossa missão é promover a musica moçambicana e não criar conflitos que possam afectar a saúde da nossa industria musical

APP para android A TUA ESCOLHA

Com vista a melhorar a sua experiencia na navegação, criamos uma aplicação para trazer para o mais perto possível, as novidades do nosso site.

A aplicação encontra-se na sua primeira versão e pretende-se melhora-la com o objectivo de acomodar aqueles que são os avanços que se tem verificado no mundo das App's.

Baixe a nossa aplicação e desfrute da nossa música.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR